10 de ago de 2015

Forças Armadas preparam-se para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016


Nesta semana, mais uma etapa de preparação para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio/2016 foi cumprida. A um ano da abertura de um dos maiores eventos esportivos do mundo, com 10.500 atletas de 205 países, o Coordenador Geral de Defesa de Área (CGDA) e o Comando Conjunto de Prevenção e Combate ao Terrorismo (CCPCT) iniciaram suas operações.

Coordenador Geral de Defesa de Área (CGDA)
O CGDA tem a missão de acompanhar, em tempo real, as ações de defesa e segurança previstas para as Olimpíadas Rio 2016 por meio de equipamentos e programas de informática de última geração. Dessa forma, os responsáveis poderão tomar decisões, organizar e orientar todas as atividades. O CGDA foi criado para atuar diretamente na proteção de estruturas estratégicas (como sistemas de abastecimento de água, de energia elétrica, de energia nuclear, entre outras) e como força de contingência, em casos de crise durante os Jogos.

O Comandante Militar do Leste, General de Exército Fernando Azevedo e Silva, irá coordenar toda essa estrutura, constituída por militares da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro e da Aeronáutica, e distribuída em quatro centros de Coordenação de Defesa Setoriais: Deodoro, Barra, Copacabana e Maracanã.

Comando Conjunto de Prevenção e Combate ao Terrorismo (CCPCT)
Em um ambiente de operações interagências, o Comando Conjunto de Prevenção e Combate ao Terrorismo tem por missão planejar, coordenar e executar as ações relacionadas a esse campo de atuação, bem como coordenar o emprego de seus meios com a Agência Brasileira de Inteligência, com o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República e com o Ministério da Justiça. Está integrado pelo Comando de Operações Especiais e pelo 1º Batalhão de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear (DQBRN), do Exército Brasileiro; e por tropas de Operações Especiais e de DQBRN da Marinha do Brasil e da Aeronáutica.

O CGDA e o CCPCT serão compostos por 14 mil militares das Forças Armadas. Suas sedes serão o Palácio Duque de Caxias, a mesma do Comando Militar do Leste, no Rio de Janeiro.
 
Fonte: