22 de ago de 2014

Seriam medidas anti-imigração de ganeses, haitianos e senegaleses? Eu opino que sim, puro preconceito!

Imigrantes senegaleses sobrevivem com a revenda de semijoias, relógios e pulseiras. Foto reprodução.



Santa Cruz do Sul/RS - 21/08/2014 - Há cerca de 1 semana, a imprensa divulgou a presença de imigrantes senegaleses, haitianos e ganeses no Rio Grande do Sul, especialmente nas cidades de Caxias do Sul/RS, Passo Fundo/RS e Santa Cruz do Sul/RS.


Ontem (20/08) e hoje (21/08), ou seja, logo em seguida a essa divulgação na mídia, a prefeitura de Santa Cruz do Sul/RS mobilizou seu aparato "policial"- Guarda Municipal e fiscais de algumas secretarias - para "exterminar com os ambulantes", uma nomenclatura bem aceita para a sociedade, que na verdade significa "impedir que os ganeses, senagaleses e haitianos" se instalem em Santa Cruz do Sul/RS.

Opiniao minha, e digo isso porque os imigrantes citados, em linhas gerais, trabalham em empregos formais, bem como revendendo semijoias, bijuterias, relogios, pulseiras e cordoes, em maletas, pelas ruas das cidades.

Puro preconceito!

Leia a materia, divulgada em 11/07/2014:
http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2014/07/ganeses-dizem-que-vao-para-caxias-por-emprego-e-rede-de-assistencia.html