1 de jun de 2014

Liberdade Religiosa - Sudão liberta mulher condenada à morte

INTERNACIONAL

Sudão - Meriam Yahia Ibrahim Ishag, de 27 anos, havia sido condenada à morte, por ter trocado a religião mulçumana pelo cristianismo. No Sudão impera a Sharia, a lei islâmica que pune as conversões religiosas com a morte. A condenação à morte provocou uma onda de indignação pelo mundo pressionando o governo sudanês a recuar. Leia matéria.

Aqui lutamos por democracia: Liberdade de Imprensa, Liberdade na orientação sexual, Liberdade Religiosa, etc.


- - - - - - -
Conheça as páginas do Blog do Capitão Fernando:







Curta nossa página no Facebook:


Siga-me no twitter clicando aqui.


Colabore com o Blog do Capitão Fernando