6 de mai de 2015

Chefe do Estado-Maior do Irã afirma que "não quer sanções, nem inspeções" e sugere que pode prender inspetores internacionais.

Hassan Firouzabadi
Foto: IRNA

O Chefe do Estado Maior da Forças Armadas do Irã, Major General Hassan Firouzabadi (foto), publicou uma carta aberta para a equipe do país de negociadores em que ele expôs linhas vermelhas específicos que devem ser mantidos em um acordo nuclear final. 
Ele os alertou para "cuidar bem para não serem presos" por negociações nucleares com os EUA.
Firouzabadi repetiu a ordem do Líder Supremo do país, Ayatollah Ali Khamenei, para os oficiais militares e de segurança iranianas bloquear qualquer via possível que "inimigos", ou seja monitores do Ocidente, poderia tomar para se infiltrar em "defesa e segurança assuntos do Irã sob o pretexto de nuclear supervisão e fiscalização. ". Leia matéria.