2 de mar de 2015

Maduro afirma que não aceitará "nem mais uma ofensa" dos EUA

Caracas (Venezuela), 24 fev (EFE).=. O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, assegurou nesta segunda-feira que não vai aceitar "nem mais uma ofensa" por parte do governo dos Estados Unidos e pediu a Barack Obama que "imponha critérios de respeito" em seu gabinete em relação à Venezuela. "Que ninguém se meta com a Venezuela, a Venezuela deve ser respeitada. Malditos ianques, respeitem nossa pátria. Já basta. Alerta aos povos: nem uma ofensa mais vou aceitar, nem uma mais, do imperialismo americano", bradou Maduro durante um ato com simpatizantes no estado de Yaracuy. O chefe do Executivo venezuelano indicou que também não aceitará que Washington e sua embaixada em Caracas "continuem convocando militares, tentando comprar jornalistas 'opinadores' e dirigentes" no país caribenho. "Nossa embaixada nos Estados Unidos não anda buscando militares para que derrubem Obama", acrescentou. Maduro reiterou, no entanto, que quer "as melhores relações de respeito" com seu vizinho de cima.jq IMAGENS TELESUR. EFE TV