20 de jan de 2015

Foi capitão e agora é a primeira transexual do Exército

Hannah Winterbourne contou a sua história ao Daily Mail onde revela que combateu no Afeganistão como homem, mas percebeu que não se sentia bem no seu corpo. Foi na Alemanha que acabou por tomar a decisão de mudar de sexo. Agora, é capitã do Exército britânico e diz sentir-se muito bem com a sua decisão. Conheça a história de Hannah.

Hannah Winterbourne nasceu como homem mas percebeu que tinha de fazer a mudança de sexo após ter combatido no Afeganistão. Trata-se da primeira oficial transexual do Exército britânico.
Hannah contou ao Daily Mail todo o processo a que teve de submeter-se para conseguir transformar-se numa mulher. Neste momento é capitã no Exército, na área de engenharia mecânica e eletrotécnica, mas quando serviu no Afeganistão ainda era um homem.
“No Afeganistão eu vivia uma mentira, estava sempre a atuar para todos à minha volta. Não havia uma pausa para eu parar a atuação. Antes, tinha o meu tempo, onde podia ser honesta comigo mesma. No Afeganistão não podia fazer isso [partilhava a tenda com mais sete soldados], então esse foi o pontapé que precisei para me assumir, para me mudar e mudar a maneira como vivia a minha vida”, revelou ao Daily Mail.
Começou a sentir-se mulher há muito tempo, mas para si o pior era assumir-se com medo de que a tratassem de forma diferente. No entanto, o tratamento hormonal deu-lhe a confiança necessária para o fazer.
As viagens com o Exército eram constantes e foi no momento em que treinava no Campo Bastion, na Alemanha, que tomou a decisão de mudar de sexo.
Entre reações de choque e aceitação, Hannah sente-se feliz com a decisão que tomou. “Não é uma coisa com que se lide todos os dias no Exército”, explica.
Neste momento, a capitã comanda 100 soldados e explica que o Exército não é antiquado e é um local muito bom para trabalhar.