16 de dez de 2014

Deputado Jair Bolsonaro pode vir a ser processado e, se condenado, cumprir pena por incitação ao estupro.

Caso do deputado Jair Bolsonaro será analisado pelo STF - Givaldo Barbosa / Agência O Globo



BRASÍLIA 15/12/2014 — A vice-procuradora-geral da República, Ela Wiecko, denunciou o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) por incitação a estupro, com base na declaração do deputado de que só não estupraria a deputada Maria do Rosário (PT-RS), porque ela não merecia. 


"Ao dizer que não estupraria a deputada porque ela não 'merece', o denunciado instigou, com suas palavras, que um homem pode estuprar uma mulher que escolha e que ele entenda ser merecedora do estupro”, escreveu a vice-procuradora na denúncia protocolada no Supremo Tribunal Federal. O caso terá como relator o ministro Luiz Fux, quem terá a competência de decidir se abre ou não processo criminal contra o deputado. Leia mais