14 de mai de 2014

UNASUL - Militar boicota agenda dos EUA para a região. Brasil - Argentina - Uruguay - Venezuela - Paraguay - Bolívia boicotam importante reunião do SouthCom, que debateu táticas de Operações de Informações - No imaginário popular: "Espionagem"

Doze países se reúnem no SOUTHCOM para discutir táticas de Operações de Informações, entretanto o bloco da UNASUL (Brasil - Argentina - Uruguay - Venezuela - Paraguay - Bolívia) boicotaram o evento e não enviaram nenhum representante. 


Com o nome pomposo e a desculpa esfarrapada de "fortalecer a cooperação para segurança no Hemisfério Ocidental e criar um fórum para que as nações discutam as estratégias de Operações de Informações (IO), doutrinas, organizações, requisitos de planejamento, restrições legais e integração às operações", os Comandos Norte e Sul dos EUA copatrocinaram um intercâmbio entre militares das Bahamas, Belize, Canadá, Chile, Colômbia, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Panamá, Peru e Estados Unidos que se reuniram na sede do SOUTHCOM, em Miami. Participaram também representantes dos gabinetes de Relações Públicas, Comunicações Estratégicas e Assuntos Civis do NORTHCOM e do SOUTHCOM. O Intercâmbio entre Especialistas em Questões Específicas (SMEE, por sua sigla em inglês) – o terceiro do gênero – foi realizado entre os dias 22 e 25 de abril.   Leia matéria