9 de mai de 2014

Forças Armadas testa sistemas de defesa que usará na Copa

Banner Copa das Copas

A Coordenação de Defesa de Área (CDA) – Natal, sob a chefia do Comandante do 3º Distrito Naval, Vice-Almirante Marcos Nunes de Miranda, utilizou o jogo teste entre as equipes do ABC e do América para verificar o funcionamento dos sistemas de defesa que serão utilizados durante os jogos da Copa do Mundo 2014.
O aparato de defesa, composto por sofisticada tecnologia da informação, viaturas, motocicletas e pessoal altamente qualificado, foi guarnecido desde o início da tarde, do dia 3 de maio, e permaneceu ativo até o encerramento do jogo e dispersão das torcidas.
O CDA é composto, nesta oportunidade, por militares da Marinha, do Exército e da Força Aérea, bem como representantes da Polícia Federal, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Agência Brasileira de Inteligência, Polícia Rodoviária Federal, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Secretaria de Mobilidade Urbana (SEMOB), que trabalham em conjunto testando a interoperabilidade entre os órgãos envolvidos, por meio de verificação do sistema de comunicação, monitoramento das vias e comboios dos protagonistas do jogo até o estádio.
O monitoramento foi feito por vigilância das câmeras da cidade e os comboios através de viaturas e motocicletas da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Militar e da SEMOB.
De acordo com o Almirante Miranda, esta interação só foi possível graças ao excelente relacionamento entre as Forças Armadas e os órgãos de Segurança Pública, que disponibilizaram o sinal das suas câmeras para o CDA, permitindo o acompanhamento a longa distância, com a participação de viaturas e motocicletas para a realização dos comboios.
Também estiveram presentes, no Centro de Comando e Controle do Comando do 3º Distrito Naval, representantes do Ministério da Defesa.
A atuação se deu no próprio Centro de Coordenação; no Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR); nos arredores e no interior da Arena das Dunas; e nas vias da cidade.
O Comandante de Defesa de Área considerou que todos os objetivos do teste foram alcançados e salientou que para os jogos da Copa do Mundo haverá um aparato de segurança muito superior ao utilizado, pois contará com a presença de efetivos de outros estados, como os Batalhões do Exército, sediados na Paraíba, e com os Navios de Guerra e tropas especiais da Marinha, procedentes do Rio de Janeiro. Fonte