2 de abr de 2014

Contrato com suecos será assinado no final do ano

Gripen NG - SAAB
Brasília 25/03/2014 - O contrato entre a Força Aérea Brasileira (FAB) e a Saab, fabricante dos caças Gripen, será assinado no final do ano. O ministro da Defesa, Celso Amorim, embarca na próxima semana a Estocolmo para assinar um acordo de cooperação e defesa entre Brasil e Suécia.
_ O acordo é um primeiro passo, servirá de guarda-chuva para embasar o contrato que será assinado _ afirmou uma fonte envolvida nas negociações.
Além dos 36 caças, avançaram as tratativas para que até 12 caças usados sejam fornecidos à FAB antes da entrega final dos Gripen NG (New Generation). A previsão é de que o primeiro Gripen da frota adquirida por US$ 4,5 bilhões (R$ 10,4 bilhões) será entregue, na melhor das hipóteses, em 2018. Até lá, conforme o contrato a ser firmado, a Saab deverá ceder aviões Gripen C/D.
O objetivo é não deixar o espaço aéreo brasileiro desprotegido. Com a aposentadoria dos Mirage adquiridos em 2005 da França, a proteção está sendo feita por caças F-5, modernizados pela Embraer – inclusive um lote de 12 aviões de segunda mão adquirido da Jordânia.
Com o empréstimo da frota mais antiga do Gripen, as aeronaves também servirão paratreinamento de esquadrões até o primeiro Gripen NG riscar o céu brasileiro.
Uma comitiva sueca deixou o Brasil na semana passada. Os caças devem começar a ser construídos em 2015 após a assinatura do contrato em uma fábrica que será construída em São Bernardo do Campo (SP) pela Saab. Um total de US$ 150 milhões (R$ 348,6 milhões) será investido pela empresa sueca. Créditos Zero Hora